LXM LISBON NYE 17/18 ARTISTAS CONVIDADOS

December 6, 2017

A passagem de ano LXMUSIC conta com um lote de artistas fenomenais. Para além dos excelentes protagonistas nacionais, temos um leque de artistas internacionais bastante diversificado e poderoso.

Heis os primeiros:

 

AGENTS OF TIME  (Obscura / Ellum – IT)

Andrea Di Ceglie, Fedele Ladisa e Luigi Tutolo constituem os Agents Of Time. Formado em Julho de 2013, este grupo italiano rapidamente acolheu as melhores criticas como seu LP inicial “Spread The Word” pela label inglesa Stem Records (Maio 2014). Pouco tempo depois, com o lançamento do aclamado EP “Polina” pela Correspondant, receberam o reconhecimento de Tale of Us, Dixon, Tiga, Agoria, John Digweed, Stephan Bodzin and Miss Kittin e todos os seus lançamentos posteriores notificaram-se também com grande sucesso.

A assinatura sónica dos Agents Of Time assenta numa poderosa mistura das ondas da electrónica pura, do progressivo, do techno e contando ainda com vibrantes texturas ambientais.

 

ALEX.DO (Dystopian – DE)

Artista Alemão de 23 anos que curiosamente nasceu no dia em que o muro de Berlim caiu.

ALEX.DO, inspira-se no histórico e na história do House, do Techno e do Dub, procurando a essência da música eletrónica. Os seus Dj-sets profundos e sedimentados prolongam-se por horas a fio levando-nos não só numa viagem espacial, mas, convida-nos também a visitar outros planetas, numa mistura entre o sentimento melancólico e introvertido com as nuances elétricas e impulsivas de quem atravessa uma cintura de asteróides, Este é o registo preferido de ALEX.DO a mistura de “feelings” harmoniosamente controlados pela sua mestria nos “decks”.

 

WOO YORK – Live (Afterlife – UA)

Duo Ucraniano, os heróis de Kiev desde 2009.

Membros da onda revivalista Techno, os Woo York produzem melodias sofisticadas e poderosas dentro do Techno mais obscuro e underground sendo por isso considerados o arquétipo a seguir dentro desta linha.
Andrew e Dennis uniram o mundo com seu “trippy” e melódico techno através de uma série de lançamentos que consecutivamente foram sendo bem acolhidas por labels como a Dystopian, Afterlife, Life & Death, Semantica e Soma. Através das suas performances à volta do mundo foram paulatinamente conquistando público e fãs tendo como resultado um lugar de destaque no Top 40 Live do Resident Advisor.
Moving between pure dance floor techno and more experimental material, Woo York’s hardware driven live performance shows an experience and dexterity that allows them to challenge a crowd’s perception of contemporary live performance. Their aesthetic, although rooted in techno, is left-field focused and driven by electronic music’s vast influences; from the avant-garde to the fundamental creators of Detroit, Berlin and beyond.

 

POSITIVE CENTRE (PoleGroup – UK)

Positive Center é o projeto  do Artista Berlinense Mike Jefford.

Usando uma coleção de tambores, sintetizadores, processadores de efeitos e fita adesiva, Positive Center explora as possibilidades de profundidade, largura e reprodução de texturas no sistema de som.
Depois de um par de EP’s bem recebidos e uma série de espetáculos imersivos, o produtor de Berlim, Mike Jefford, lançou um álbum sob a alcunha Positive Center, intitulado ‘In Silent Series’, pela label “Sighas Our Circular Sound”, em novembro  de 2014.
A peça única de Jefford em techno music, ilustra ritmos submersos e remendados, combinados para criar uma mistura de momentos extremos e de introspecção. A delicadeza das produções de Jefford ajudou a distingui-lo de outros produtores, com a combinação de nuances mais “dark” em tempos mais lentos.
Positive Center explora a reprodução do som em espirais rítmicas e hipnóticas reverberadas nas paredes, com mudanças subtis na repetição.

II INFO:
geral@lxmusic.org
www.lxmusic.org / +351 913510599

 

SOCIAL LINKS |
20

Related Posts

No comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *